segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

domingo, 26 de maio de 2013

Desapedo

Hoje ao abrir a janela me deparei com a luz do sol invadindo meu quarto, minha alma. Pensei no quanto a vida é linda e no tempo exagerado que perdemos com coisas pequenas.
Desapego. Palavra pequena e de significado enorme.
Sabe aqueles dias em que você abre o guarda roupa, vê aquele amontoado de roupas de que não usa a muito tempo, mas que você também não consegue doar. É sempre aquela ideia de que um dia você vai precisar! E o tempo passa e tudo fica ali, ocupando lugar de alguma outra coisa que poderia ser melhor aproveitado.
Assim são os sentimentos. as vezes insistimos em manter sentimentos que não levam a mais nada. Insistimos em mante-los ali trancados, e aos poucos percebemos que ficamos escravos desses sentimentos. Nada acrescenta, aliás apenas machuca, incomoda, mas temos medo de nos livrarmos deles.
Porque? porque um dia ele nos trouxe felicidade. Porque um dia acreditamos que as coisas poderiam dar certo, que ele nos completava, mantinha nossas esperanças, nossos sonhos. E é muito difícil abandonar um sonho!
Mas com o tempo a gente vai percebendo que esse sentimento mudou. O que era alegria, agora é ansiedade. É espera sem chegada, é nada diante de tudo que um dia você acreditou! E aí precisamos nos desapegar!
Deixar para trás o que nos causa angustia, espera, sofrimento! Desapegar de coisas e pessoas, para que possamos nos livrar das amarras, daquilo que acreditávamos não poder viver sem. Quando você doa suas coisas materiais, elas com certeza serão substituídas por coisas novas, que trarão mais brilho.Porque não podemos fazer o mesmo com os sentimentos? Desapegar é ter a coragem de se abrir para novas experiências, de se permitir viver a alegria da manhã ensolarada, sem lembrar das angustias das noites frias!
Desapegar-se é se dar a chance de tentar, de ser feliz.
Não chore por aquilo que não pode ser mais! Deixe ir.....
A vida é assim....
Somos assim....
Desapegar-se é agarrar com unhas e dentes a chance de sermos felizes!
A vida é curta demais para nos mantermos atadas as coisas que nos fazem mal.
Viva!


Postado:
Roseli Elizete Falato
Psicóloga/Psicopedagoga

domingo, 12 de maio de 2013

Feliz Dia das Mães


Postado por: Roseli Elizete Falato
                     Psicóloga/Psicopedagoga

terça-feira, 9 de abril de 2013

As crianças aprendem o que vivenciam!



Se as crianças vivem ouvindo críticas, aprendem a condenar.
Se convivem com a hostilidade, aprendem a brigar.
Se as crianças vivem com medo, aprendem a ser medrosas.
Se as crianças convivem com a pena, aprendem a ter pena de si mesmas.
Se vivem sendo ridicularizadas, aprendem a ser tímidas.
Se convivem com a inveja, aprendem a invejar.
Se vivem com vergonha, aprendem a sentir culpa.
Se vivem sendo incentivadas, aprendem a ter confiança em si mesmas.
Se as crianças vivenciam ma tolerância, aprendem a ser pacientes.
Se vivenciam os elogios, aprendem a apreciar.
Se vivenciam a aceitação, aprendem a amar.
Se vivenciam a aprovação, aprendem a gostar de si mesmas.
Se vivenciam o reconhecimento, aprendem que é bom ter um objetivo.
Se as crianças vivem partilhando, aprendem o que é generosidade.
Se convivem com a sinceridade, aprendem a veracidade.
Se convivem com a equidade, aprendem o que é justiça.
Se convivem com a bondade e a consideração, aprendem o que é respeito.
Se as crianças vivem com segurança, aprendem a ter confiança em si mesmas e naqueles que as cercam.
Se as crianças convivem com a afabilidade e a amizade, aprendem que o mundo é um bom lugar para se viver.

( Poema de Dorothy Law Nolte)

Texto retirado do livro " As crianças aprendem o que vivenciam" - Autores Dorothy Law Nolte e Rachel Harris.

Postado por:
Roseli Elizete Falato
Psicóloga/Psicopedagoga

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Cinema 3D com Turma da APTHO
















No dia 25/01/2013 realizamos mais um trabalho visando a integração social dos portadores de deficiência, numa tarde gostosa, onde assistimos um filme em 3D. Para a equipe mais um trabalho realizado com muito amor e para nossas crianças e adolescentes, um momento de união e diversão.

domingo, 16 de dezembro de 2012

Festa de confraternização APTHO 2012

video
Dedicado a todos os pacientes, familiares, terapeutas e amigos queridos que nos proporcionaram momentos especiais numa grande festa de confraternização.
Desejando a todos um Natal de muita Paz e fé e que 2013 traga em suas asas muitas esperança, escolhas, paz e a possibilidades de compartilhar momentos tão felizes quanto vivemos neste dia especial.
A todos FELIZ NATAL e MUITA PAZ!


Postado:
Roseli Elizete Falato
Psicóloga/Psicopedagoga